Além dos cidadãos de Magé, participaram do evento representantes de Guapimirim, Itaboraí e Caxias.

ffff

O primeiro Encontro Regional sobre a Revitalização dos Ramais Ferroviários da Baixada Fluminense foi realizado, na Unigranrio, no Centro de Magé. Questões como a recuperação dos ramais ferroviários que atendem os municípios da região e a implantação do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) foram postas na pauta do dia e amplamente discutidas.

A mesa de abertura foi composta pelo prefeito Nestor Vidal, Ronaldo Gonçalves, secretário Municipal de Transporte, Júlio Lopes, secretário Estadual de Transportes, Simão Sessim, deputado federal, Luiz Souza, diretor da Supervia, Sérgio Sessim, diretor de administração e finanças da CBTU, Valmir de Lemos, presidente do Sindicato dos Ferroviários, e Maria Sueli, coordenadora da Comtrem (Comissão de .

Durante o evento, o prefeito Nestor Vidal fez veemente defesa dos trens como transporte de massa. “A saída para a nossa região é o transporte ferroviário. Trem sempre foi transporte de massa, não ônibus. Sonho com o dia em que os ônibus sejam apenas o transporte complementar. Parabenizo os representantes da sociedade civil que estão na luta por um transporte ferroviário de qualidade”.

Nestor Vidal também defendeu que a SuperVia abra uma agenda para discutir a revitalização da Estação Mauá e embelezamento do entorno das ferrovias, que, segundo o prefeito, encontram-se degradadas e com lixo acumulado. Ele também mencionou a duplicação da BR-493 como fator primordial para implantação do Comperj.

O secretário estadual de Transportes, Júlio Lopes, afirmou que a transformação já está acontecendo em Magé e que até o final do ano o VLT estará atendendo aos moradores da região. “Vamos de fato implantar o VLT aqui. Até o final do ano estará em funcionamento com tarifa única de R$ 2,50. E o usuário poderá pegar a integração por R$ 1, 60, o que resultará num gasto total de R$ 4,50”.

ferr

Para Ronaldo Gonçalves, secretário municipal de Transporte, debater questões como melhoria do transporte público é muito enriquecedor porque mostra o desejo do povo e o empenho das autoridades. “A população de Magé cresceu muito, hoje está estimada em 230 mil, e a implantação de um meio de transporte de massa se faz necessária para evitar o caos. Estou feliz com a chegada do VLT. Nossa população será privilegiada com esse modal”, afirmou.

Durante o evento, o representante da SuperVia, Luiz Souza, apresentou um filme sobre a revitalização da estação Magé, disse que cada ramal terá uma cor diferente para facilitar a localização pelos usuários e que as estações que atendem o município têm condições técnicas para que o VLT seja implementado. De acordo com ele, haverá um aumento de 325% na oferta de lugares quando o sistema estiver funcionando.

No encontro, representantes do Fórum da Agenda 21 entregaram um abaixo assinado ao secretário estadual de Transportes e ao diretor da SuperVia, em nome das comunidades que se sentem excluídas do projeto revitalização do transporte ferroviário: Barão de Iriri, Parada Mauá e Santa Dalila. Luiz explicou que os ramais citados estão parados porque as estações são pequenas e não oferecem segurança aos usuários. De acordo com ele, as unidades passarão por adequações.

Além dos cidadãos de Magé, participaram do evento representantes de Guapimirim, Itaboraí e Caxias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


9 + 9 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Pesquisar
Exact matches only
">
">
">
">
Search in posts
Search in pages
Professional WordPress Plugins
EnglishFrenchGermanItalianNorwegianPersianPortugueseRomanianRussianSlovakSlovenianSpanishVietnameseYiddish
wp_flash_img_show will display here (config: Pub1)
wp_flash_img_show will display here (config: Pub2)
Contato