Policial

Uma equipe deslocou-se para a residência dele, na Cidade Alta – Cordovil (Rio de Janeiro).

screen-12.26.10[27.05.2015]

Policiais civis lotados na 66ª Delegacia Policial de Piabetá realizaram no dia de hoje, com início às 06 horas da manhã, a operação “Bom Dia, Piabetá”, fazendo diligências no bairro Maurimárcia (Piabetá / Magé), nos bairros Cordovil e Penha (Rio de Janeiro) e em Niterói, culminando com o cumprimento de seis (06) mandados de prisão preventiva, expedidos pela Vara Criminal de Piabetá.

Em uma das ocorrências foram presos Ualace dos Santos Arruda, vulgo “Miagui” (21 anos), Felipe Olinto de Oliveira, vulgo “PIPI” (22 anos), Calos Felipe Souza da Silva, vulgo “Felipinho” (24 anos), Alex Ribeiro da Costa, vulgo “Pepe” (23 anos) e Marcelo José de Oliveira  Palmeira (32 anos), pela prática do crime de estupro de vulnerável.

No dia 22/02/2015, em uma festa realizada no quintal da casa de Ualace, eles aproveitaram-se que DFM (19 anos), havia ingerido muita cachaça e, após a saída das demais pessoas que ali se encontravam, mantiveram relações sexuais com uma jovem, causando-lhe uma série de lesões nas partes íntimas, inclusive com arranhões feitos por unha no interior da vagina da jovem. Tais lesões foram praticadas por Marcelo, que foi visto por testemunhas com a mão pingando sangue.

screen-12.30.42[27.05.2015]

Na outra ocorrência, os policiais prenderam Diógenes Luiz Portela Souza (24 anos), por associação para tráfico de drogas.

No dia 17/04/2015, policiais militares apreenderam vasta quantidade de drogas na Rua Belo Horizonte – Piabetá, tendo os traficantes fugido do local, porém, deixando uma bolsa com documentos de dois deles.

O primeiro foi identificado como Ítalo Bruno Simões Cuz (18 anos), que teve sua prisão preventiva decretada pela Vara Criminal de Piabetá e foi preso no dia 20/04, em operação conjunta de policiais da 66ª DP e do 34º BPM.

Quando interrogado, Ítalo forneceu dados que possibilitaram a localização de Diógenes. No dia de hoje, uma equipe deslocou-se para a residência do meliante na Cidade Alta – Cordovil (Rio de Janeiro), de onde souberam que havia ido trabalhar no bairro da Penha, para lá se deslocando. Na firma em que ele trabalha, policiais foram informados que o procurado saira para fazer entregas em Niterói. De posse da rota a ser feita, conseguiram interceptar o caminhão.

Logo mage

Os agentes chegaram até o sargento após a prisão de Josimar Freire Ferreira, o Tutu.

preso-zap (1)

Um sargento da Polícia Militar foi preso, na noite desta segunda-feira, suspeito de avisar, via SMS, traficantes de uma comunidade de Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio, sobre operações que aconteceriam no local. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da corporação. A prisão de Robson Zamezi de Luna ocorreu na Avenida Nelore, na localidade Rainha da Sucata. O PM foi encaminhado para a 126ª DP (Cabo Frio).

 screen-12.23.27[26.05.2015]

Os agentes chegaram até o sargento após a prisão de Josimar Freire Ferreira, o Tutu, apontado como o segundo homem na hierarquia do tráfico em Rainha da Sucata. Quando já estava rendido, o suspeito recebeu uma mensagem pelo SMS de um número que os policiais reconheceram como sendo do sargento. Tutu, então, contou aos PMs que sempre dava dinheiro a um policial em troca de informações sobre operações.

 preso-zap

Os agentes, então, mandaram uma mensagem para o sargento, fingindo ser o suspeito. Ao chegar ao local, o PM foi preso. A pistola e o celular dele foram apreendidos. No aparelho havia várias conversas do sargento com Tutu, muitas com informações sobre operações policiais e encontros.

Logo mage

Fonte: Extra

 

 

 

 

A violência voltou a sair do controle no Rio de Janeiro?

ScreenShot047

Chega a oito o número de vítimas de assaltantes com faca na cidade do Rio em menos de uma semana. O caso mais recente aconteceu na noite desta sexta-feira. Por volta das 23h45m, um homem foi esfaqueado no tórax na Rua da Igrejinha, em São Cristóvão, na Zona Norte, durante uma tentativa de assalto. Três criminosos participaram da ação. Alexandre Lima Ribeiro, de 23 anos, foi levado para o Hospital municipal Souza Aguiar, no Centro, e está em observação. Ainda não há informação sobre o estado de saúde da vítima. Após o ataque, os bandidos conseguiram fugir. O caso foi registrado na 17ª DP (São Cristóvão).

Outros três assaltos com faca acontecerem também nesta sexta-feira. O primeiro foi próximo à Praça Tiradentes, no Centro, quando um entregador de um restaurante fora assaltado por um casal, por volta de 0h30m. Embora não tenha reagido à abordagem, o homem acabou ferido no dedo polegar esquerdo.

No fim da manhã de sexta-feira, a chilena Izidora Ribas Carmona, de 32 anos, que tomava sol com a cadela na Praça Paris, na Glória, foi abordada por um assaltante, que a feriu no pescoço. A estudante entregou um pen-drive e um kindle, mas reagiu, pedindo socorro. O homem ameaçou matá-la se ela continuasse gritando.

Adolescente é assaltado, leva facada e perde bicicleta na Lagoa, no Rio

ScreenShot049

Pedestre é ferido ao defender a vítima

Uma ação semelhante também foi registrada na Barra da Tijuca, à tarde. Dois adolescentes que tentavam assaltar uma mulher em frente ao supermercado Guanabara, na Avenida das Américas, foram apreendidos. A dupla, que estava com uma faca de cerca de 30 centímetros, tentou roubar Michaela Silva Freitas, de 21 anos, mas foi impedida por Miguel Meirelles Santos, de 36, que passava pelo local. Ao tentar defendê-la, ele lutou com os assaltantes e acabou ferido nas mãos e nos braços.

Michaela sofreu escoriações por causa da queda. As vítimas foram levadas para o Hospital municipal Lourenço Jorge, na Barra, e liberadas. Os adolescentes, um de 16 anos e outro de 17, foram abordados por policiais do 31° BPM (Barra/Recreio) na altura do Shopping Downtown, e levados para a 16ª DP (Barra da Tijuca), onde foram reconhecidos pelas vítimas. Eles seriam encaminhados para a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), no Centro.

Na quarta-feira, a vítima foi uma mulher de 31 anos. Lorena Tristão atravessava uma passagem subterrânea, em São Conrado, próximo ao Gávea Golf Club. O ataque aconteceu por volta de 13h30m. Segundo Lorena, os bandidos tentaram roubar seus pertences — ela só estava com celular e cartão de crédito —, mas não conseguiram. A vítima foi ferida com dois golpes de faca nas pernas.

Na noite de terça-feira, aconteceu, na Lagoa, o caso mais grave. O cardiologista Jaime Gold, de 57 anos, andava de bicicleta na altura da Curva do Calombo quando sofreu o ataque. O médico, esfaqueado no abdômen, chegou a passar por uma cirurgia de oito horas no Hospital municipal Miguel Couto, na Gávea, mas não resistiu aos ferimentos. Um dos suspeitos do ataque foi apreendido pela polícia.

Dois dias antes, uma turista vietnamita acabara esfaqueada no Centro durante uma tentativa de assalto. Tran Vu Ha, de 39 anos, foi abordada por três adolescentes próximo ao Paço Imperial, na Praça Quinze. Homens do 5º BPM (Praça da Harmonia) conseguiram apreender os suspeitos. Ferida no braço esquerdo e nas costas, a mulher foi atendida no Hospital Souza Aguiar e liberada.

Homem é preso com faca em Ipanema

Também nesta sexta-feira, policiais da 13ª DP (Ipanema) prenderam Frederico Maphéo Sierpe Vidal, de 34 anos. Contra ele havia dois mandados de prisão pendentes, sendo um por roubo a pedestre e outro por furto a turista. Ele ainda responde criminalmente pelos crimes de lesão corporal e ameaça. De acordo com a delegada Carolina Salomão Albuquerque, titular da 13º DP, o criminoso foi encontrado com uma faca e drogas.

Logo mage
Fonte: Jornal O Globo 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Robson foi autuado como incurso nas penas dos artigos 171 (estelionato) e 302 (falsidade de atestado médico) do Código Penal.

screen-15.27.48[21.05.2015]

Policiais civis lotados na 66ª Delegacia Policial – Piabetá prenderam, no início da tarde de quarta feira (20/05/2015), o médico Robson Geraldo Valle de Macedo  (70 anos), no interior do consultório do mesmo, localizado na Avenida Roberto Silveira, nº 272, loja A – Mauá / Magé, onde o mesmo vendia atestados médicos falsos, dando licença para que os beneficiados faltassem ao trabalho.

Robson cobrava por cada atestado falso a quantia de R$ 30,00 (trinta reais) por até 03 (três) dias de licença médica. A partir do terceiro dia, ele cobrava mais R$ 10,00 (dez reais) por cada dia excedente. Ele anotava o telefone das pessoas que compravam o atestado falso para alertá-los em caso da firma empregadora procurar verificar a autenticidade do atestado, visando que a pessoa não entregasse outro atestado médico para não chamar a atenção.

As investigações começaram quando o proprietário de um mercado em Piabetá / Magé compareceu à 66ª DP com vários atestados fornecidos pelo Dr. Robson, suspeitando da autenticidade dos mesmos, visto que os funcionários beneficiados moravam longe do consultório do médico.

Foi designada uma equipe para comparecer ao local, onde um policial negociou e comprou um atestado médico falso, gravando a negociação em áudio, sendo o médico preso após fornecer um atestado falso pra outra pessoa que estava no consultório.

Foi apreendida a quantia de R$ 660,00 (seiscentos e sessenta reais) relativa à venda de atestados falsos somente no dia da prisão, além de um caderno com anotações dos nomes e telefones das pessoas que compraram os atestados falsos, verificando-se que ele faturava a média de R$ 600,00 (seiscentos reais) por dia, somente com a venda de atestados médicos falsos;

Robson foi autuado como incurso nas penas dos artigos 171 (estelionato) e 302 (falsidade de atestado médico) do Código Penal, podendo ser condenado à pena total de 06 (seis) anos de reclusão

Logo mage

O suspeito, ainda não identificado, morreu na batida.

ScreenShot015

Um homem morreu e outro ficou ferido após perseguição seguida de tiroteio na Avenida Brasil, altura da Penha, Zona Norte do Rio, na manhã desta quarta-feira. Segundo informações de policiais militares do 16º BPM (Olaria), a dupla e outros seis suspeitos estavam em dois carros e tentaram assaltar um caminhão, na pista sentido Centro da via expressa. O bando foi flagrado por PMs.

Durante a perseguição, os bandidos que estavam no carro da frente conseguiram fugir. Um deles, que ficou para trás, roubou um carro e acabou batendo contra a traseira de um caminhão, segundo a PM. O suspeito, ainda não identificado, morreu na batida. No carro, ainda de acordo com os policiais, foram apreendidos uma pistola e uma réplica de fuzil.

Já outro, identificado como Rafael de França Brito, de 20 anos, foi atingido por estilhaços. Ele foi levado pelo policiais para o Hospital estadual Getúlio Vargas. Os PMs esperam que ele tenha alta logo. Rafael será levado para a 22ª DP (Penha), onde a ocorrência será registrada.

Logo mage

Fonte: Extra

 

 

 

Ex-namorada contou que terminou o relacionamento um dia antes do crime.

ScreenShot027

O ajudante de pedreiro Éder Moraes de Lima, de 22 anos, se entregou ontem à noite na Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF). Ele confessou ter matado o filho de 1 ano e sete meses no último sábado e escondido o corpo da criança no armário de casa, na favela Três Irmãos, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. De acordo com o delegado Fábio Salvadoretti, Éder chegou à delegacia acompanhado pelo pai, que o encontrou perambulando pelas ruas da cidade.

— Ele confessou o crime. Apesar de a ex-namorada ter afirmado que ele batia na criança, ele disse que dava apenas palmadas para educar. Porém, nesse dia, a criança começou a chorar enquanto ele fazia comida. Então ele deu vários socos nas costas do filho e ao constatar que o bebê não estava respirando o envolveu num lençol e o guardou no armário. Em depoimento, ele se disse arrependido, mas admitiu que não gostava muito da criança e não o considerava seu filho — afirmou o delegado.

Nesta segunda-feira, a ex-namorada dele, uma menor de 17 anos — que não é a mãe da criança —, contou que terminou o relacionamento um dia antes do crime. Segundo ela, Éder tinha muito ciúme dela com o filho. A mãe da criança, deficiente auditiva não foi localizada pela polícia. O pai vai responder por homicídio triplamente qualificado e pode pegar até 30 anos de cadeia.

Logo mage
Fonte: Jornal O Extra 

 

 

Prisão aconteceu em Petrópolis. Foram apreendidas 120 cápsulas de cocaína de preços variados.

ScreenShot014 

Jovem de 22 anos foi flagrada, no início na madrugada deste sábado (16), quando chegava a Petrópolis, na Região Serrana do Rio, com 120 cápsulas de cocaína e uma de maconha dentro de um táxi clandestino, que saiu de Piabetá, bairro de Magé, na Baixada Fluminense. Ela foi descoberta quando o veículo foi abordado na Serra Velha da Estrela por agentes do Destacamento de Policiamento Ostensivo (DPO) da Polícia Militar (PM) do Alto da Serra. Ao ser presa, a suspeita informou que era “mula do tráfico” e apontou a suposta dona da carga, de 35 anos, que também foi presa.

A mulher foi encontrada no Morro da Oficina, no Alto da Serra, onde mora. Os agentes montaram um operação na localidade para encontrar a mulher. As duas foram conduzidas para a 105ª Delegacia de Polícia, no Retiro, e vão responder por tráfico de drogas. Elas serão transferidas ainda neste sábado para um presídio na capital.

Logo mage
Fonte: Acontece Em Petrópolis

 

O Major do Corpo de Bombeiros foi preso em 2009 e estava foragido.

ScreenShot014

Policiais da RP Delta, Sgt Augusto e Sgt Teixeira, do DPO de Guapimirim, após receber denúncia de um foragido da justiça, procederam em incursão para o Condomínio Parque do Limoeiro, no bairro denominado Limoeiro e chegando ao local procederam em abordagem ao Sr.Wilson, que aparentemente tranquilo, se identificou como mestre de obras. Com informações da denúncia, policiais conduziram o Major do Corpo de Bombeiros, Wilson Cunha Pereira, 60 anos, para a delegacia local onde foi  constatado tratar-se de um falso médico que atendia em um consultório no Rio Comprido e no Hospital Geral de Bonsucesso, fato que ganhou a mídia no ano de 2009, ano em que foi descoberto toda a farsa, em 2014 foi expedido um mandado de prisão da 8ª vara criminal Federal RJ.

Por força desse mandato e constatado o fato de tratar-se da falsidade ideológica do meliante, foi dado voz de prisão ao falso médico e posteriormente conduzido a central de flagrantes, 62ª DP de Imbariê- Duque de caxias, onde permanecerá preso e conduzido para o sistema penitenciário, para cumprir pena.

ScreenShot008

Relembre o Caso:
Falso médico é preso em clinica no Catumbi

O falso médico Wilson Cunha Pereira, 54 anos, foi preso em flagrante, na clinica Pop Saúde para Todos, na Rua Itapiru, 1504, Catumbi. A prisão foi feita por policiais da 6ª DP – Cidade Nova – que investigava uma denúncia feita contra Wilson. Ele usava o nome de Carlos Alberto Pesis.

De acordo com os agentes, Wilson atendia as pessoas como médico clínico, e prescrevia medicamentos aos pacientes. No consultório foram apreendidos dezenas de prontuários. Ainda segundo os policiais, Wilson apresentou uma carteira indicando que ele seria major bombeiro do município de Nilópolis.

As pessoas que procuravam atendimento médico com Wilson foram encaminhadas para a delegacia para prestarem depoimento.

Logo mage
Antonio Alexandre, Magé Online.com

 

Todo o material foi levado para a 39ª DP (Pavuna).

006

Um fuzil ponto 30, capaz de derrubar um helicóptero, foi apreendido nesta quarta-feira, no Morro do Chapadão, na Zona Norte do Rio. De acordo com a polícia, a arma aprendida por policiais do 41º BPM (Irajá) , na localidade conhecida como 24 horas, tem capacidade de disparar rajadas de mais de cem tiros por minuto.

Segundo o subcomandante do 41ºBPM, major José Soares Mattos, o fuzil apreendido foi adaptado por bandidos para disparar munição calibre 762. A arma estava acoplada a um tripé. O instrumento é usado por atiradores para dar mais firmeza na hora de fazer os disparos.

05

Na mesma operação, PMs apreenderam nas comunidades Tiradentes e Parque Esperança, que também fazem parte do Complexo do Chapadão, localizado entres os bairros de Costa Barros, Anchieta e Pavuna, carregadores de fuzil, de pistola, 250 pinos de cocaína, e ainda um carro roubado. Todo o material foi levado para a 39ª DP (Pavuna).

Logo mage

Fonte: Extra

 

 

Na favela, bandidos atiraram contra o carro e um dos tiros atingiu Ulisses na cabeça.

663

Agentes da Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) investigam a morte do alpinista Ulisses da Costa Cancela, 36 anos, no final da noite deste domingo. O rapaz estava com a esposa e um casal de amigos em um Ford Ka, indo para Petrópolis, na Região Serrana do estado, quando entrou por engano na comunidade Vai Quem Quer, em Duque de Caxias.

 2666

Na favela, bandidos atiraram contra o carro e um dos tiros atingiu Ulisses na cabeça. Os outros ocupantes conseguiram e buscar socorro, mas o alpinista não resistiu aos ferimentos.

 5

De acordo com o delegado Fábio Cardoso, titular da DHBF, a perícia foi realizada no local do crime e no veículo, que foi devolvido à família da vítima. O delegado aguarda as outras testemunhas para serem ouvidas na unidade. Agentes estão em diligências na busca de mais informações que ajudem a descobrir a autoria do crime.

Logo mage

Fonte: Extra

 

 

Pesquisar
Apenas correspondências exatas
">
">
">
">
Procurar nas mensagens
Procurar em páginas
Professional WordPress Plugins
EnglishFrenchGermanItalianNorwegianPersianPortugueseRomanianRussianSlovakSlovenianSpanishVietnameseYiddish


wp_flash_img_show will display here (config: Pub1)
Contato