Traficante morto em confronto com PMs no Rio de Janeiro, era gerente geral do tráfico do Bairro conhecido  como Lagoa, em Magé-RJ. 


O traficante de drogas morto durante uma troca de tiros com policiais militares do Regime Adicional de Serviço (RAS), no Complexo do Alemão, zona norte do Rio, era também um dos procurados por policiais da 65º DP de Magé por crime de tráfico de drogas e vários outros crimes cometidos na cidade. Segundo a polícia, Anderson Simplício de Mendonça, conhecido como Orelha, de 29 anos, comandava um dos braços da facção do Comando Vermelho  no bairro da Lagoa no 1º distrito de Magé.

 
Anderson foi baleado em outro confronto, na localidade do Areal. Ele foi levado por policiais à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Alemão, mas não resistiu. Os outros criminosos conseguiram escapar.

Considerado o quartel-general do Comando Vermelho, o Complexo do Alemão foi ocupado pelas forças de segurança em novembro de 2010 após uma onda de ataques orquestradas por traficantes que levou pânico à cidade. Em meados do ano passado, foram inauguradas quatro Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) no conjunto de favelas.

Policiais da 65ºDP de Magé, se surpreenderam com a notícia da morte de “Orelha” no Alemão, com mandado de prisão expedido pelo judiciário, detetives da 65º DP, estavam prontos para arrestar o criminoso em Magé.

OPERAÇÃO:
No Início em MARÇO/2012, teve início uma operação da polícia civil do Estado do Rio de janeiro, delegada a 65ª DP de Magé, para apurar a atuação do TRÁFICO DE DROGAS da facção COMANDO VERMELHO na localidade da LAGOA/MAGÉ, RJ, verificando que o tráfico está na localidade desde novembro/11.

Dentre os crimes investigados evidenciou-se a prática de  Tráfico de Drogas, Homicídios, Roubos, Receptação, Corrupção de Menores e outros crimes.

Objetivo da operação era cumprir 7 (sete) mandados de prisão e 16 (dezesseis) mandados de busca e apreensão, dentre eles, a do  traficante “Orelha.”

Em um dia a “boca de fumo” o faturamento da facção é de aproximadamente R$ 9.000,00 mês, nas localidades da RUA UM e VILA MAIA, segundo dados da central da Secretaria de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro.

O Fato pode evidenciar a migração do tráfico de drogas para cidades vizinhas a capital.  Considerado o quartel-general do Comando Vermelho, o Complexo do Alemão foi ocupado pelas forças de segurança em novembro de 2010 após uma onda de ataques orquestradas por traficantes que levou pânico à cidade. Em meados do ano passado, foram inauguradas quatro Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) no conjunto de favelas.

A ocupação das UPP’s, nas comunidades do Rio, sob forte vigilância de policiais militares, estimulam a migração para outros pontos de comercialização de drogas. Magé vem aumentando significadamente as apreensões de drogas na cidade, quase sempre com menores portando pequenas quantidades de drogas, minimizando prejuízos aos traficantes que aliciam jovens para distribuição dos entorpecentes.

Estrutura do crime organizado no Bairro Lagoa-Magé, 1º Distirto.


No organograma do crime, a participação de menores é evidente, no quadro acima, mapeado pela 65º DP de Magé, a atuação de prisão de jovens menores, é uma constante. Policiais civis já haviam constatado a participação de “Orelha”, traficante morto no Alemão esta semana, era um dos gerentes do tráfico do bairro conhecido como Lagoa, no município de Magé .


Entrevistado pela nossa reportagem, o delegado titular da 65ª DP de Magé, Dr. Robson Costa, questionado sobre a migração do tráfico da acidade do Rio para Magé, comentou que “seria prematuro evidenciar o fato de migração de tráfico de drogas por facções  da Capital para Magé, baseado em um fato isolado. Temos trabalhado com diversas incursões em localidades onde possam ter prática de tráfico na cidade, mapeando pontos de venda de entorpecentes, investigando possíveis ligações com facções externas e não temos evidências que tal fato esteja em curso na cidade. A politica local de Segurança Pública, está atenta a possíveis deslocamentos do crime para a cidade, contamos com parceria integrada com 34º BPM, 65º DP de Magé, 66ªDp de Piabetá e a Gurda Municipal da cidade. Nos antecipamos para evitar que o crime se instaure na cidade, prevenindo e combatendo Traficantes  e criminosos que possam comprometer a ordem pública.” 

Alemão fecha bares e escolas por morte de Traficante. Assista ao vídeo. 

Antonio Alexandre, Magé Online.com

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


6 + 5 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Pesquisar
Apenas correspondências exatas
">
">
">
">
Procurar nas mensagens
Procurar em páginas
Professional WordPress Plugins
EnglishFrenchGermanItalianNorwegianPersianPortugueseRomanianRussianSlovakSlovenianSpanishVietnameseYiddish


wp_flash_img_show will display here (config: Pub1)
Contato